terça-feira, 22 de setembro de 2009

Educação e Saúde

 O PAPEL DA ESCOLA NA SAÚDE
No contexto da saúde, o termo "ambiente favorável" refere-se aos aspectos físico e social do nosso entorno. Este termo abrange os espaços nos quais as pessoas vivem: a comunidade, suas casas, seu trabalho e lazer.
Ambientes favoráveis possibilitam as pessoas expandirem suas capacidades, desenvolverem a autoconfiança e aumentarem seus poderes de decisão. A participação comunitária é considerada fator essencial num processo democrático de promoção da saúde, a forca motriz para a autoconfiança e desenvolvimento. Chegamos então à escola!

Aplicar normas e conselhos como forma de “educar em saúde”, foi, durante muito tempo, o meio utilizado para “higienizar” e “domesticar” as classes populares. É importante considerar que a educação e a saúde são produzidas pelas condições de vida, trabalho, lazer, moradia de cada sociedade em particular, não podendo ser generalizada por meio de imposição de normas, pois cada sociedade se organiza de uma forma particular. Não é possível, portanto, reduzir as pratica no campo da Educação e da Saúde a uma serie de regras e receitas a serem repassadas aos profissionais, aos alunos nas escolas ou as mães nos postos de saúde, como principais formas de se conquistar a saúde.

O crescimento do ser humano e geneticamente determinado, porém os fatores que atuam na aprendizagem são determinados pelas relações e pelo meio onde ele cresce e se desenvolve, assim se conclui que o meio ao qual se pertence e o fator preponderante no aprendizado, desde a mais tenra idade ate o envelhecimento. A aprendizagem se dá informalmente por meio de todas as ocorrências e acontecimentos corriqueiros da vida cotidiana e também por meio do processo formal (adquirido nas instituições de ensino) que visa alcançar determinados objetivos.
O processo de ensino e aprendizagem, para ser efetivo, deve, portanto, ser uma construção que leve em conta as relações do homem consigo e com os outros e com o meio em que vive. Desta forma fica claro que a educação implica, necessariamente, num processo de mudança e transformação do educando, no qual homem e o sujeito da sua educação, e desta depende a sua interação com o
mundo.




 


Um comentário:

Genis disse...

Olá querida apaixonada pela educação!
Quero convidar vc a fazer parte da Educação em Foco.
Precisamos de parceiras como vc!
Beijos, Genis.

http://educacaoemfoco.ning.com